• Nemesis, Neurociência Organizacional

Pesquisa de monitoramento da saúde emocional dos colaboradores durante a pandemia do COVID-19

Atualizado: Fev 22

A Pandemia da COVID-19 vem exigindo uma grande capacidade de adaptação e resiliência de pessoas e empresas. O cenário adverso, de medo, incertezas e intensas mudanças gerou nas organizações a necessidade de manter um canal de comunicação ainda mais próximo de seus colaboradores, a fim de reduzir os impactos negativos na performance e bem-estar das pessoas ao longo desse período.

A criação de métricas objetivas e eficientes de acompanhamento do bem-estar, saúde emocional e satisfação dos colaboradores sempre foi um desafio para as organizações. No entanto, para muitas empresas, a migração repentina para o modelo de trabalho remoto exigiu o desenvolvimento de novas ferramentas que permitissem o contato frequente com seus colaboradores, visando entender seu estado emocional, adaptação à nova dinâmica e condições de trabalho, especialmente nos primeiros meses da pandemia.

Para lidar com este desafio, alguns de nossos clientes buscaram nosso apoio para desenvolver métricas objetivas de monitoramento do bem-estar emocional de seus colaboradores, no período de março a agosto de 2020, com o objetivo de favorecer à tomada de decisão organizacional, oferecendo respostas mais ágeis e assertivas às demandas e necessidades de suas equipes.

A solução:


A partir do entendimento do cenário de cada um de nossos clientes, construímos em conjunto uma pesquisa com frequência semanal, com perguntas relacionadas aos aspectos comportamentais e emocionais associados à pandemia, saúde mental, rotina pessoal e profissional, relacionamento com equipe e gestores, adaptação ao home office, dentre outros elementos de relevância para o bem-estar e performance das equipes.

A pesquisa era respondida pelos colaboradores de forma virtual e anônima, garantindo a privacidade das respostas. Os resultados eram consolidados em um relatório estratégico semanal, com os principais insights e direcionamentos, que contribuíam para a tomada de decisão da empresa em relação às ações de suporte necessárias às suas equipes.

Os resultados:

  • A pesquisa recorrente permitiu o monitoramento dos níveis de estresse e estado emocional dos colaboradores ao longo dos primeiros meses da Pandemia e do isolamento social;

  • Os resultados semanais ajudaram as empresas a identificar perfis de profissionais mais vulneráveis em relação ao bem-estar e equilíbrio emocional, como: equipes específicas, mulheres e jovens;

  • A pesquisa permitiu a identificação de elementos estressores, dificuldades e medos enfrentados pelos colaboradores diante do cenário da pandemia;

  • Foi possível contribuir para que as empresas criassem ações mais assertivas, além de monitorar a satisfação dos colaboradores com tais iniciativas;

  • 62% dos colaboradores afirmaram que a pesquisa semanal era importante e deveria ser mantida, mostrando um reconhecimento dos próprios colaboradores em relação ao projeto.

Depoimento do cliente:


“A pesquisa foi desenvolvida a muitas mãos, em parceria com a Nêmesis, como uma forma de criarmos um canal de comunicação direto com os colaboradores da ENGIE durante a pandemia. A ferramenta foi totalmente customizada para atender à necessidade naquele momento, com perguntas fixas (repetidas periodicamente) e perguntas específicas, que eram criadas semanalmente de acordo com os temas mais relevantes no momento. Por se tratar de uma pesquisa “pulse”, eram poucas perguntas objetivas, por isso foi muito importante aliar a nossa visão interna com os conhecimentos da neurociência, de forma a obtermos indicadores confiáveis e ao mesmo tempo interpretá-los da melhor maneira, visando a adoção de ações imediatas e eficazes. Com base nos resultados implementamos uma série de medidas, desde a criação do Programa de Apoio Pessoal (com atendimento psicológico, jurídico, nutricional, etc, aos colaboradores), até a realização de eventos online sobre futuro do trabalho, felicidade, meditação e yoga, rodas de conversa e happy hours. Também pudemos identificar necessidades individuais, com perguntas abertas sobre temas variados, bem como demandas mais complexas, como por exemplo a urgência em tratarmos de temas como violência doméstica, parentalidade, respeito e ética. O projeto foi um sucesso, sendo utilizado pelo Comitê Executivo da ENGIE como um guia durante a pandemia, possibilitando o acompanhamento da saúde mental dos colaboradores, eficácia das ações internas de saúde e segurança, e perspectivas quanto ao retorno do trabalho presencial na empresa”.

- Jonathas Albano, Gerente de Pessoas e Cultura da Engie Brasil

Nêmesis Neurociência Organizacional

CNPJ: 30.760.038 / 0001-23

Neurociência organizacional para inspirar mudanças; gerar valor, conhecimento e saúde para empresas e pessoas.

Receba nossa newsletter!

© 2020 Nemesis Neurociência Organizacional | site desenvolvido com @zebumidias