Neurociência e People Analytics, podemos combinar estas estratégias?


Fica cada vez mais clara a importância de valorizar as pessoas para que os negócios possam prosperar. Com isso, o entendimento do poder estratégico da área de Recursos Humanos (RH) dentro da organização também não fica para trás! Afinal, em um mundo em constante transformação (como essa que estamos vivendo), as pessoas são imprescindíveis para que as organizações possam enfrentar os desafios.

O RH passou a fazer parte da tomada de decisão das organizações e, com isso, as métricas passaram a fazer parte do cotidiano dos profissionais dessa área. Para ser capaz de mensurar o quanto os investimentos e mudanças estão sendo eficazes, é preciso criar indicadores e analisá-los, gerando inteligência inclusive sobre aspectos que antes poderiam ser percebidos apenas como subjetivos. Isso permitiu que uma grande tendência chegasse à área de Recursos Humanos: big data ou People Analytics!

People Analytics é como ficou conhecida a análise dos dados das pessoas que compõem as organizações e é uma ferramenta para que a gestão de pessoas seja mais objetiva e eficiente. A investigação desses dados é feita com rigor científico, permitindo a descoberta de diferentes fenômenos e sua relação dentro da empresa, além de direcionar o desenvolvimento de ações e a tomada de decisão estratégica da organização. Dentro dessa visão, a Neurociência pode ser considerada uma grande aliada.

Se você já acompanha o nosso blog, você já viu que a Neurociência pode ajudar no entendimento de diversos processos da gestão de pessoas, mas talvez você ainda não saiba como incorporar a Neurociência no processo de People Analytics da sua organização. Existem duas aplicações estratégicas:

1. No desenvolvimento de métricas:

Através dos conhecimentos da área de Neurociência e da prática de pesquisa, é possível desenvolver instrumentos e indicadores capazes de metrificar alguns fenômenos do comportamento humano. Estes fenômenos são muito complexos e, portanto, ao avaliar um conjunto de indicadores embasados na Neurociência, a área de RH poderá gerar insights mais assertivos sobre seus colaboradores. O resultado da análise de dados possibilita direcionar e acompanhar, de forma mais efetiva, as ações da organização e também permite identificar como as bases emocionais do nosso comportamento se relacionam com aspectos como produtividade, turnover, processos de mudança, entre outros.

2. No plano de ação:

A Neurociência também pode ser aplicada como parte da estratégia para alcançar um determinado resultado. A partir da aplicação do People Analytics na base de de dados da organização, é possível identificar desafios dentro da área de RH, desenhar hipóteses e, assim, definir um plano de ação para solucionar esta questão. Visando os objetivos traçados pela organização, a Neurociência é um caminho que oferece aprendizados, metodologias e ferramentas que permitem trabalhar de forma mais eficiente a gestão do comportamento, gerando transformações sustentáveis e positivas para as pessoas e, consequentemente, para a organização. Se você quiser entender um pouco mais como ocorre essa aplicação, você pode dar uma olhada neste post, no qual esclarecemos as principais dúvidas sobre a Neurociência e a Gestão de Pessoas!

Bom, o mundo do People Analytics abre muitas possibilidades! Você já utiliza People Analytics na sua empresa? E já pensou em aliar a Neurociência nesse processo? Conta pra gente! 😉

Um abraço e até o próximo post!

RECENT POSTS

FEATURED POSTS

FOLLOW US

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Pinterest Icon

FALE COM A NÊMESIS

SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

FIQUE POR DENTRO

Receba em primeira mão nosso conteúdo gratuito sobre Neurociência Organizacional.

© 2017 Nêmesis. Site criado por Aksinha.