Propósito como Movimento Estratégico das Empresas


Quando olhamos para o mercado, podemos dizer que estamos vivendo a era da transparência ou da “caixa de vidro”, como dizem alguns especialistas. Nunca se teve tanto acesso ao que acontece dentro das organizações, e as redes sociais criaram um contexto no qual qualquer informação pode ganhar um alcance inimaginável. Como sua empresa trata os funcionários? Qual ambiente de trabalho oferece? Existem oportunidades de crescimento? Quais são seus valores? Essas são apenas algumas das perguntas feitas por profissionais, que cada vez mais buscam empresas com as quais se identificam na hora de escolher uma carreira.

Iniciativas como o Love Mondays reforçam a crença de que hoje as organizações devem estar muito atentas ao seu colaborador, e que a busca por profissionais diferenciados e a retenção de talentos se tornou um desafio que vai muito além da oferta de um bom pacote de benefícios e bons salários. De agora em diante, as empresas devem ter autenticidade!

Nesse sentido, as organizações precisam fazer um exercício de olhar para dentro e descobrir quais são seus verdadeiros valores e o mais importante, qual seu propósito. Este exercício faz parte de uma atuação estratégica do RH e pode se tornar um diferencial competitivo importante na hora de engajar seus colaboradores e atrair os melhores talentos. Além disso, empresas com propósito claro chegam a crescer até 3 vezes mais do que seus pares de mercado, segundo dados de pesquisa da Korny Ferry.

Do ponto de vista da Neurociência, quando falamos de propósito estamos falando de inclusão. Como animais sociais, pertencer a um grupo é capaz de ativar no nosso cérebro diferentes áreas do Sistema Motivacional Apetitivo, que juntas favorecem aspectos ligados ao processo criativo, a empatia e a comunicação. A partir do compartilhamento de crenças, valores e opiniões, o propósito permite a criação de uma identidade para o grupo, o que aumenta a confiança e favorece o relacionamento entre as pessoas da equipe. Este processo impacta diretamente na qualidade de vida dos colaboradores, seu engajamento e inclusive sua produtividade! Além do mais, em um momento onde o estresse é um dos principais fatores que impactam negativamente a saúde dos colaboradores dentro do ambiente de trabalho, o suporte social decorrente do movimento de propósito pode ser um ótimo aliado!

Parece maravilhoso ter um propósito, então o que está faltando? Apesar de todos os benefícios conhecidos, existe um desafio pelo caminho: fazer com que este “norte” seja compartilhado com toda a organização de maneira eficiente. Para isso, o RH deve criar uma estratégia de comunicação, ações de endomarketing e desenvolvimento de lideranças alinhadas com o modelo que se busca, e que permitam que esta informação seja compartilhada de maneira adequada com todas as hierarquias da empresa. Mais ainda, o propósito precisa ser vivido na prática, como parte da cultura da empresa, e não apenas um conjunto de frases bonitas escritas na parede.

Pode ser que o propósito já tenha sido bem definido desde a origem da empresa, pode ser que a mesma precise rever ou até mesmo identificar qual seria seu propósito, mas fato é, que ter um propósito favorece a atração e retenção de talentos, a partir de um compartilhamento genuíno de valores, além de contribuir diretamente para a produtividade da organização.

Nós da Nêmesis acreditamos que é possível desenvolver um propósito forte e tornar isso um diferencial competitivo da sua empresa, e você?

Um abraço e até o próximo post =)

RECENT POSTS

FEATURED POSTS

FOLLOW US

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Pinterest Icon

FALE COM A NÊMESIS

SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

FIQUE POR DENTRO

Receba em primeira mão nosso conteúdo gratuito sobre Neurociência Organizacional.

© 2017 Nêmesis. Site criado por Aksinha.