{ "data": [ { "event_name": "Purchase", "event_time": 1672427937, "action_source": "email", "user_data": { "em": [ "7b17fb0bd173f625b58636fb796407c22b3d16fc78302d79f0fd30c2fc2fc068" ], "ph": [ null ] }, "custom_data": { "currency": "BRL", "value": 1 } } ] "test_event_code:" "TEST51179" }
top of page

Por que trabalhar com Neurociência aplicada às empresas?

Atualizado: há 4 dias

Como somos especialistas em emoção e fisiologia do estresse, aplicar o nosso conhecimento sobre Neurociência dentro das organizações sempre nos pareceu estratégico. Entenda por quê!

Parte da equipe Nemesis reunida em um café
Parte da equipe Nemesis reunida em um café

Parece utópico? Pois bem, 8 anos depois dizemos com orgulho que nosso trabalho tem impactos que vão muito além dos "muros" organizacionais, e que tivemos o prazer de contribuir com rotinas mais saudáveis e eficientes para milhares de pessoas!

"Por que trabalhar especificamente com empresas?" Quando fundamos a Nemesis Neurociência Organizacional, este foi um dos principais questionamentos que recebemos. As pessoas tinham curiosidade de saber por que não escolhemos trabalhar no setor de educação, saúde, ou mesmo, por que não continuar atuando na área de marketing - visto que já éramos sócias de uma empresa de Neuromarketing. Ainda que do ponto de vista técnico, a aplicação do conhecimento em Neurociência fosse possível para todas estas áreas, e que do ponto de vista do mercado houvesse demanda, nós tínhamos um objetivo claro em mente: utilizar o nosso conhecimento para melhorar a vida das pessoas! 


Somos especialistas em emoção e fisiologia do estresse, e se havia um lugar no mundo onde este conhecimento parecia ser útil, era dentro das empresas!


Já sabíamos que o trabalho era considerado (e ainda é) uma das principais fontes de estresse na vida das pessoas. E tínhamos uma teoria: Se fossemos capazes de melhorar a relação das pessoas com seu trabalho, isso tornaria os colaboradores pessoas mais felizes, realizadas e saudáveis emocionalmente. Sendo assim, estas mesmas pessoas voltariam para suas casas sentindo-se mais satisfeitas, menos sobrecarregadas e isso geraria um impacto positivo também em suas relações pessoais. Pouco a pouco, estaríamos criando uma espécie de ciclo emocional positivo,  que favoreceria muitas e muitas pessoas, mesmo que elas nunca tivessem tido contato conosco! Esse mundo mais equilibrado emocionalmente foi a origem do nosso sonho e foi por isso que fundamos a Nemesis!


Parece utópico? Pois bem, 8 anos depois dizemos com orgulho que nosso trabalho tem impactos que vão muito além dos "muros" organizacionais, e que tivemos o prazer de contribuir com rotinas mais saudáveis e eficientes para milhares de pessoas! Os feedbacks de nossos clientes, comumente expressam que o conhecimento adquirido impacta suas relações dentro e fora do ambiente de trabalho, e as equipes, deixam claro os benefícios de uma liderança que é guiada pela maneira como o cérebro funciona, sem deixar de lado um de seus processos mais relevantes: as emoções!


Através de nossa atuação, vimos pessoas se tornarem mais saudáveis, líderes melhorando a sua capacidade de engajar e delegar, colaboradores aprimorarem suas habilidades de comunicação e todos, aprenderem a criar limites saudáveis. E pudemos medir isso através de feedbacks e resultados que mostram que este sonho, tem forma, cor e método! Toda esta experiência deu origem ao nosso modelo de Homeostase Organizacional, que guia nosso olhar na hora de identificar necessidades e criar soluções para todos os nossos clientes.


Transformar a maneira como nos relacionamos com o trabalho é a nossa principal bandeira. Seguimos atuando, através da aplicação de conceitos neurocientíficos capazes de orientar líderes e recursos humanos de forma estratégica e objetiva, respeitando o que se sabe hoje sobre a natureza humana. Sem a pressão e a carga negativa do dia a dia, os ambientes se tornam mais produtivos e saudáveis, um modelo em que todos saem ganhando.  


Atuar sobre processos inconscientes no cérebro, significa abraçar radicalmente os métodos de gestão de mudança, conhecer de trás para frente os tais vieses inconscientes e ter grande sensibilidade para identificar aquilo que só se percebe nas entrelinhas dos briefs que recebemos: Os fatores emocionais que geram desequilíbrio em uma equipe ou cultura organizacional. 


Desde o primeiro dia desta empresa, até hoje, é isso que fazemos e temos muito orgulho dos resultados alcançados! Hoje temos cases, modelos teóricos e metodologias que nos permitem aplicar as ferramentas da Neurociência Organizacional em diferentes empresas, independente de seu tamanho ou área de atuação e colher os resultados do que no início era só um sonho.


O trabalho não precisa se tornar a principal (e única) fonte de prazer na vida de uma pessoa, mas certamente, não precisa ser  tamanha fonte de estresse, angústia e mal-estar. Hoje sabemos melhor o que devemos fazer para transformar positivamente esta relação, de maneira que ela se torne cada vez mais respeitosa, eficiente e saudável. Como sempre falamos, o trabalho ocupa espaço demais em nossas vidas para ser algo tão negativo!  


Transformar de forma positiva a relação das pessoas com seu trabalho passa por atribuir novos significados, descobrir motivações (além do propósito!), oferecer flexibilidade, criar ambientes inclusivos, fomentar relações respeitosas...tanta coisa ainda pode ser feita... e estamos aqui para ajudá-los, tratando cada caso como único e respeitando as características de cada grupo. Afinal, não existem "receitas de bolo", mas existem os padrões e aprendizados científicos, que podem e devem ser utilizados!


Neste 1º de Maio, desejamos que todos encontrem a realização que nós sentimos ao desenvolver este trabalho, e que juntos possamos testemunhar esta transformação!  


Até breve,


Ana Carolina Souza e Thaís Gameiro



Comments


bottom of page